top of page

Redatora - Alynne D. P. N. Sant'Anna

O que é o trauma psicológico?

Geralmente o trauma é guardado em nossa mente devido a alguma experiência em que a pessoa teve uma grande quantidade de estresse emocional que foi muito forte para ela confrontar ou integrar as emoções envolvidas naquele acontecimento.
Infelizmente, os episódios traumáticos frequentemente ocorrem na infância, devido a vulnerabilidade física e mental, onde em alguns casos pode acontecer desde o útero da mãe, durante o parto ou ao longo da infância, podendo ficar mais profundo, de forma inconsciente, e acompanhar a pessoa ao longo de sua vida, até que ela tente solucionar este trauma.


Você já passou por algum episódio traumático?
Qual a importância de tratar o trauma?

Caso você ou alguém próximo a você já tenha passado por algum evento traumático. Saiba que devemos dar algum direcionamento e procurar um especialista no assunto, pois os traumas podem causar vários problemas psicológicos, desde ansiedade, depressão, estresse pós-traumático, reações exageradas a estímulos ou ficar em estado de choque. Estas condições podem durar meses ou anos, sendo que a vítima pode voltar a estes estados através de estímulos, como: som, cheiros, palavras, pesadelos, flashbacks (lembranças repentinas) ou mesmo situações similares, que podem trazer de volta as memórias do trauma acompanhadas por intensas reações emocionais citadas acima.

Como terapeuta, eu busco tratar estas dores com meus clientes de forma que a pessoa se sinta segura e confortável, aplicando técnicas adequadas e trazendo reflexões importantes para ressignificar os eventos traumáticos e conquistar o bem-estar.

 

O que são crenças limitantes?

São ideias ou pensamentos que nos bloqueiam de buscar a resolução dos problemas

 

Quais os tipos de crenças que podem estar limitando as vítimas?

Vamos citar alguns tipos de traumas, podendo envolvendo humilhação, abusos e perdas, onde a vítima se sente envergonhada ou coagida pela experiência ruim e tem dificuldade em falar com familiares ou com amigos.

Abaixo seguem alguns tipos de crenças que a vítima pode estar pensando:

“O que vão pensar de mim?”

“Ninguém vai me entender.”

“Isso já faz muito tempo... eu já enterrei isso.”

“Eu não quero que as pessoas sintam dó de mim.”

“Uma vez já até falei com alguém, mas não me deu a mínima.”

“Se eu contar isso para alguém, a pessoa vai querer se afastar de mim.”

 

Homens e mulheres podem procurar terapia?
O que pode ocorrer se eu não buscar ajuda?

Qualquer pessoa pode buscar a terapia. Tanto homens quanto mulheres precisam refletir que as crenças citadas acima ou outros tipos de crença impedem a exposição do trauma, como se fossem muros ou barreiras que estão servindo de proteção para essa dor continuar existindo dentro de si. Quando a pessoa não busca tratamento, sua mente tende a buscar algum tipo de fuga e isto pode acarretar no aumento da agressividade, aumento no consumo de álcool e outras drogas, compulsão alimentar, compulsão em comprar roupas, vício em redes sociais, videogames, consumo excessivo de pornografia ou compulsão sexual, acumulação compulsiva de coisas ou animais, entre outros tipos de compulsão.

 

Você sente que está aprisionado(a) a algum trauma?

Geralmente a vítima carrega culpa e não merecimento, tristeza ou raiva, sentimentos estes que acabam aprisionando-as como se fossem correntes, impedindo-as de agir, sendo que quando inibimos o nosso poder de ação estamos dificultando que estas questões sejam trabalhadas e resolvidas, sufocando nosso poder pessoal e privando de estarmos alegres. Atualmente, estamos saindo da ignorância punitiva e adentrando em uma era de conhecimento e acolhimento para as mudanças positivas.
É compreensível que falar sobre o trauma vívido dói e para não doer muitas pessoas escolhem não falar sobre isso. Mas enquanto esta dor não for trabalhada, elaborada e ressignificada será uma parte da pessoa que estará refém dessa dor por tempo indeterminado.

“Os eventos negativos que ocorreram não definem quem somos. Se desejarmos, sempre há tempo para nos libertarmos dessas influências que estão reverberando temporariamente em nossas vidas." 


Confira abaixo um vídeo sobre trauma.

  • Facebook
  • Instagram
ícone whatsaap

agende hoje
sua sessão

bottom of page